Sim, eu posso:
quando tomo consciência 
de que sou única e insubstituível;
de que meu passado, presente e futuro 
são o resultado das minhas escolhas;
de que o acaso não existe 
e que cada acontecimento 
é mensageiro de uma resposta.

Eu posso:
quando me questiono
e tenho a coragem de me assumir
com minhas virtudes e defeitos,
para me tornar melhor;
quando priorizo o amor
e percebo que eu sou a minha primeira experiência
- " Ama o teu próximo como a ti mesmo" -;

Eu posso:
quando estou atenta às minhas culpas e medos
e deles retiro os benefícios equivalentes,
para então libertá-los e libertar-me;
quando me dou conta de que a vida 
não é um vale de lágrimas ,
mas uma maravilhosa experiência
de progresso para o meu espírito.

Eu posso:
quando, apesar de tudo,
me decido pelo Amor, pela Paz e pela Felicidade
que me foram destinados
e que nascem a partir de mim mesma.
Percebo, então,
que Ele e eu, juntos, somos invencíveis
e que a minha vida, então transformada, 
já me mostra que 
sim, eu posso!

(Repasse com os devidos créditos)

 

Visitar os Irmãos Motta Mello









*Laur@´s Poesias
 


Voltar para Poesias com Voz




|| Home Page || Menu Principal || Menu das Poesias ||


 

Envie esta Página para um Amigo(a)!
Clique na imagem abaixo.


 

Ligar e Parar

Menos Volume

Mais Volume

Locução: Sacchetti Junior

*Estes arquivos são exclusivos do site *Laur@´s Poesias
e de seus Autores. É proibida a cópia parcial ou total na Internet ou fora dela.


Créditos: Revisão de Texto: IZA / Gráficos:  
Webmaster & Design Iraima Bagni / Copyright © 1999 &2003 / *Laur@´s Poesias® / Todos os direitos reservados.