Amor Puro


Te espreito quando estás a dormir,
o sono dos justos, dos iluminados.
No teu semblante vejo contrastes: pureza e pecado!
Não resisto, sento ao teu lado, velo por ti.

Toco tua face carinhosamente.
Assim, posso sentir tua quentura,
admirar tua beleza, tua ternura,
Deus fez de ti um verdadeiro presente!

Seguro tua mão,
colo meu ouvido ao teu coração,
sinto que tudo está em ordem, está bem!

Escolhendo um lençol perfumado, macio,
protejo o teu corpo do frio.
Faço minhas orações e ouço o teu sussurro:
obrigado pai, amém!


Walter Pereira Pimentel

(Repasse com os devidos créditos)









*Laur@´s Poesias






Voltar para Poesias 4




|| Home Page || Menu Principal || Menu das Poesias ||






Gostou desta Página?
Recomende para um Amigo.
CLIQUE PARA RECOMENDAR ESTA PÁGINA!



Get a MIDI Plug-in



Editada: 13/09/2001