Suzana Motta
 



Sempre que ouço sua voz,

ela penetra profundo nos
recantos do meu ser.
Fecho os olhos e
ela torna-se real,
me abraçando, 
me envolvendo toda,
num acalanto que me faz sonhar.

Sonhar que estou em seus braços.
Sentindo sua voz me acariciando,
causando arrepios que,
num crescendo,
faz-me sentir o êxtase
de um momento íntimo
do real no irreal.


(Repasse com os devidos créditos)
Poesia exclusiva do site

 









align="center"> *Laur@´s Poesias




Voltar para Poesias 3


|| Home Page || Menu Principal || Menu das Poesias ||



 

Gostou desta Página?
Recomende para um Amigo!
CLIQUE NA IMAGEM PARA RECOMENDAR A PÁGINA!



Get a MIDI Plug-in


Sobreposição de Imagens autorizadas:Eolo "Photographt Eolo Perfido" e Guenther "nzfoto"
Webmaster & Design Iraima Bagni/Copyright © 1999  *Laur@´s Poesias®. Todos os direitos reservados.


Editada em:30/08/2001