Suzana Motta



Um dia você me fez descobrir,
que por trás dessa aparência de montanha pacata,
serena, misteriosa, amena.....Existia um vulcão.

Sim,...um vulcão preste a explodir.
Mas, sempre contido por esse ar escondido,...reprimido,
de quem não sente o que aparenta ser.
Todo o disfarce foi quase descoberto.
Porém,... a prudência falou mais alto.

Toda uma vida foi construída,
levando em conta a aparência da montanha.
Exuberante, mas,... comedida.
Excitante, mas,... com caminhos tranqüilos, seguros.

Você, aventureiro,
quase desfez tudo isso ao revelar um "vulcão"
que era mantido escondido, controlado.
Em seu caminho de aventuras
não pensou no que deixava para trás.

Eis o que sobrou da sua aventura:
um vulcão que necessita continuar com seu disfarce de montanha para não causar destruição a sua volta.
Para poder continuar vivendo....
Se é que isso que você deixou
pode ser chamado de vida...

(
Repasse com os devidos créditos)
Poesia exclusiva do site

 








*Laur@´s Poesias



Voltar para Poesias 3



|| Home Page || Menu Principal || Menu das Poesias ||

 



Gostou desta Página?
Recomende para um Amigo!
CLIQUE NA IMAGEM PARA RECOMENDAR A PÁGINA!


Get a MIDI Plug-in


Imagem: Webshots / Webmaster & Design by Iraima Bagni
Copyright © 1999 *Laur@´s Poesias®. Todos os direitos reservados.
Editada em: 14/10/2000