Suzana Motta



Ah, menino sem juízo....
Quantas vezes, em segredo,
A vida disse-lhe baixinho:
" Não se iluda, eu sou uma eterna surpresa..."
E você nunca lhe deu atenção.

Enquanto ela lhe sorria,
Você pensava que era seu dono.
Que a tudo dominava,
Suas conquistas, seu destino.

Menino sem juízo,
Pare um pouco,
Olhe a sua volta.
Tente enxergar através dessa névoa,
Com que a vida lhe cobre os olhos e a mente.

Se você parar poderá perceber
Que atrás da maravilha de hoje,
Esconde-se a realidade.

Uma realidade onde,
Cada pedacinho da sua vida,
Tem que ser conquistado e mantido.

Cada vitória tem seu preço,
Cada derrota deixa sua marca,
Cada amizade verdadeira
Tem que ser cultivada.
E o amor sincero é o que mantém sua alma.

Só assim, menino sem juízo,
Você será realmente "dono" da sua vida.
Poderá conquistar e manter
O seu espaço nesse mundo.
Onde a ilusão e a falsa vida,
É o que a vida costuma lhe apresentar.


(Repasse com os devidos créditos)
Poesia exclusiva do site
 








Laur@´s Poesias



Voltar para Poesias 3



|| Home Page || Menu Principal || Menu das Poesias ||


 

Gostou desta Página?
Recomende para um Amigo!
CLIQUE NA IMAGEM PARA RECOMENDAR A PÁGINA!

Get a MIDI Plug-in


Revisão: Iza/ Sobreposição de Imagem: Webshots
Webmaster  Iraima Bagni/ Design by Suzana Motta 
 Copyright © 1999/2003 *Laur@´s Poesias®.Todos os direitos reservados.

Editada em: 30/08/2003