Suzana Motta


Quando estou só 
meu pensamento voa.
Vai livre por aí, 
corre solto junto ao vento.
Numa busca incessante,
quase em desespero.
Tentando, nesse afã encontrar
a alma que me completa.

Companhia perdida em algum momento,
numa curva do meu caminho.
Não percebi quando,
nem sei se um dia a tive.
Porém, a solidão me lembra,
existe um vazio que eu quero preencher.

Oh amor que eu não conheço,
apareça, deixe-me encontrá-lo.
Tire o disfarce,mostre seu rosto,
seu sorriso que imagino lindo.
Venha iluminar meus dias,
afastar pra longe de mim,
esta solidão que me consome.

(Repasse com os devidos créditos)
Poesia exclusiva do site







*Laur@´s Poesias



Voltar para Poesias 3



|| Home Page || Menu Principal || Menu das Poesias ||


 

Gostou desta Página?
Recomende para um Amigo!
CLIQUE NA IMAGEM PARA RECOMENDAR A PÁGINA!



Get a MIDI Plug-in

 


Revisão de Texto: IZA / Imagem : Webshots /Webmaster  Iraima Bagni/ Design Suzana Motta 
Copyright © 1999&2003 *Laur@´s Poesias® /Todos os direitos reservados.


Editada em:29/03/2003