Florbela Espanca

Eu quero amar, amar perdidamente!
Amar só por amar: aqui... além...
Mais este e aquele, o outro e a toda gente...
Amar! Amar!E não amar ninguém!
Recordar? Esquecer? Indiferente!...
Prender ou desprender? É mal? É bem?
Quem disse que se pode amar alguém
Durante a vida inteira é porque mente!
Há uma primavera em cada vida:
É preciso cantá-la assim florida,
Pois se Deus nos deu voz, foi pra cantar.
E se um dia hei de ser pó, cinza e nada
Que seja a minha noite uma alvorada,
Que eu saiba me perder... pra me encontrar...

 (Repasse com os devidos créditos)

 







*Laur@´s Poesias



Voltar para Poesias 3


|| Home Page || Menu Principal || Menu das Poesias ||


 

Gostou desta Página?
Recomende para um Amigo!
CLIQUE NA IMAGEM PARA RECOMENDAR A PÁGINA!




Get a MIDI Plug-in


Imagem: Sobreposição/Webshots/ Webmaster & Design by Iraima Bagni
Copyright © 1999 *Laur@´s Poesias®. /Todos os direitos reservados.

Editada em: 08/07/2000