® S I C O U Z A 


Ama-me sem pedir licença, da forma que quiseres,
Sonhando, criando fantasias ou sendo real
De tal sorte que te sintas completa
Com a alma cheia,mesmo vivendo uma utopia

Ama-me com os olhos,com a alma
E sejam teus desejos plenos,satisfeitos
Tua vontade em alívio, saciada
Se isto te fizer bem e te der calma

Pudesse eu escolher como ser amado,
seria diferente da maneira que tu sonhas,
Por aquela que por tanto tenho esperado

Tivesse eu possuído teu corpo
Não apenas nos meus pensamentos,
E sentido teus beijos e abraços
tão somente nos sonhos encantados,

Fácil seria a tua escolha aceitar
Mas ser amado no teu modo de querer
Deixa-me um inútil vazio
E acabo tendo-te sem te ter

Mas pedes para amar-me assim
Desta maneira utópica,inconsistente
E digo-te para fazer de mim
Aquilo que te for mais conveniente!

(Repasse com os devidos créditos)

 













Voltar para Poesias 2


|| Home Page || Menu Principal || Menu das Poesias ||





Envie esta Página para um Amigo(a)!
Clique na imagem abaixo.



Get a MIDI Plug-in





 Imagens Autorizada por Eolo Perfido: SMALLSTUDIO.COM
Webmaster & Design Iraima Bagni Copyright © 1999  *Laur@´s Poesias®. Todos os direitos reservados.


Página editada em:23/11/2001