Carlos Alberto®

 


As noites são inumeráveis. 
As estrelas se perdem no infinito 
Anos-luz intermináveis 
Percorre o meu grito... 

Numa trajetória difusa 
Explode em luz, na escuridão 
Percorre a imensidão confusa 
Calando-me na solidão. 

Ah! pudesse meu grito 
Alcançar os teus ouvidos 
Repousaria em tempo finito 
Na pureza dos teus sentidos. 

 
(Repasse com os devidos créditos)

 











 

Voltar para Poesias 2



|| Home Page || Menu Principal || Menu das Poesias ||





Gostou desta página?
Recomende para um Amigo(a).



Get a MIDI Plug-in





Revisão de Texto: IZA / Imagem: WebShots / Webmaster & Design Iraima Bagni 
Copyright © 1999  *Laur@´s Poesias® /Todos os direitos reservados.


Editada em:05/10/2001