Flávio

 


Lendo os seus versos, sentindo o carinho, sonhando sozinho,
eu sinto você;


Sentindo suas mãos, os delicados dedos teclando sem medo,
eu sinto você;


Percebo o seu amor, acalmando o meu peito e num mar de desejo,
eu sinto você;


Esse vulto sem rosto, a essência sem o corpo, minha mente procura
e eu sinto você;


E nesse momento, num breve encanto, percebo o quanto minha vida...
é você!


(Repasse com os devidos créditos)

 

 













Voltar para Poesias 2


|| Home Page || Menu Principal || Menu das Poesias ||








 Envie esta Página para um Amigo(a)!
Clique na imagem abaixo.

 


Get a MIDI Plug-in






Créditos: Revisão de Texto: IZA / Imagem Homem: WebShots / Webmaster & Design by Iraima Bagni 
Copyright © 1999 *Laur@´s Poesias®. Todos os direitos reservados. 
Editada em: 25/03/2001