José Antônio Gama de Souza®


E se perdesse a eternidade, o tempo
Que aos meus olhos passa
No montanhês horizonte

E se perdesse a maviosidade, o canto
Que meu sentido capta
Do pássaro cantante

E se perdesse a velocidade, o vento
Que o meu rosto toca
Como acaricia o monte

E se perdesse a passividade, o campo
Que meu corpo acolhe
Como se fosse amante

Ainda assim, seriam
O tempo, o canto, o vento e o campo

Básicos atores
Na teatral moldura deste instante...

Em que a vida
Que inspira o amor

Maior que tudo
É sempre o mais importante...


(Direitos Autorais Reservados)

 

 











*Laur@´s Poesias




Voltar para Poesias 1




Envie esta Página para um Amigo(a)!
Clique na imagem abaixo.



Get a MIDI Plug-in

 


Créditos:Imagem:Autorizada por: Jonathon® "The Goddess Art of Jonathon Earl Bowser"
Webmaster & Design Iraima Bagni /Copyright © 1999  Laur@´s Poesias®. 
Todos os direitos reservados.


Página editada em: 14/06/2001