Golden


Ei, você!
Sim, você.
É mesmo consigo.
Faça um favor a este amigo,
conceda um minuto de atenção!

Não se faça desentendida,
permita que eu me apresente,
ainda que estranho aparente,
é inquilina antiga deste coração.

Tem estado, de muito, presente
em meus sonhos, tomando-me a mente,
escavando as mais caras lembranças.

Indiferente à dor consequente,
revolvendo minha alma, silente,
debulhando-a em suas andanças.

Tem dó, põe suas cartas na mesa,
diga logo a que vem junto a mim,
e se sua procura vai logo ter fim,
antes que me invada também a tristeza.

Sacia de pronto sua curiosidade,
dá-me chance de atalhar esta busca,
antes que meus olhos marejem.


Ainda que seja o que mais desejam,
permita-me dar cabo da dor que os ofusca,
não a prolongue muito mais, maldade.

(Poesia exclusiva do site)

 












*Laur@´s Poesias



 Voltar para Poesias 1



|| Home Page|| Menu Principal|| Menu das Poesias || Livro de Visitas ||







Envie esta Página para um Amigo(a)!
Clique na imagem abaixo.
GOSTOU DESTA PÁGINA? RECOMENDE PARA UM AMIGO(A)!



Get a MIDI Plug-in

Revisão de Texto: IZA/ Imagem: Art of Jonathon Earl Bowser"
 
Webmaster & Design by Iraima Bagni  /Copyright © 1999 *Laur@´s Poesias®./ Todos os direitos reservados.
Página editada em: 22/04/2001