Walter Pereira Pimentel®



Ah, como é triste!
Reprimir o coração
Quando se ama de "montão"
Quem não sabe que a gente existe!

Escalamos dentro de nós (montanhas), de lá gritamos,
Mas nossos gritos se perdem, são apenas ecos na imensidão
Jamais chegarão ao ouvido ou tocarão o coração
De quem em silêncio amamos!

Vivo um amor assim, sem toques...sem flores...sem beijos...
Oculto dentro dos meus desejos
Presente em cada lágrima que derramo!

Meus olhos são testemunhas desse sentimento! Te desejam,
Te admiram...te seguem...te cortejam...
Pena que não percebas o quanto te amo!

(Repasse com os devidos créditos)










 

*Laur@´s Poesias


 

Voltar para Poesias 1




Envie esta Página para um Amigo(a)!
Clique na imagem abaixo.


Get a MIDI Plug-in




  Revisão de Texto: IZA/ Photo Woman "Gabriele Rigon"/  Webmaster & Design by Iraima Bagni
Copyright © 1999 *Laur@´s Poesias®. / Todos os direitos reservados.
Página editada em: 25/03/2001