Sou a ilusão

És a ilusão

Não sou nem recordação

És também esperança

Sou uma hipótese ingênua da vida

És uma hipótese robusta de fé e espiritualidade

Meu mundo é este

Teu mundo é o outro

No fim tudo é ilusão

De almas sem salvação

Desespero de ver o mundo esvair-se entre as mãos

Ficamos desamparados

Do tempo

Da vida

De Tudo.

Enfim ficamos sozinhos.

Emerson Moreira 

 










Voltar para Poesias 1




Gostou desta página?
Recomende para um Amigo(a)


Get a MIDI Plug-in




Créditos: Imagem: Webshots / Webmaster & Design by Iraima Bagni
 
Copyright © 2000 *Laur@´s Poesias®. Todos os direitos reservados.
Editada em: 04/08/2000