Será que a vida tão depressa rola
Nessa tela de computador? 
Mistura à noite, mistura a dor...
De não sentir teu calor,
Misteriosamente chegar...
Para me amar?
Fico rolando na tela...
O pensamento,
Qual vela sem vento...
Perdido em pensamento... 
Dos desejos que o prazer
Encheu momentos de querer...
Músicas, postais, vozes,
Tudo se confunde em anseios.
As fotos não mostram teus seios
Arfando cheios de desejos.
O tempo faz correr...
Nesta busca incessante...
O momento de teus olhos fitar,
Abrir a porta do interior inquietante,
Tua roupa tirar e fazer tocar
O mais lindo hino de amor.
Misturar no ar,
O perfume que vem de nosso interior
Fazer arder o incenso,
no fogo do desejo...
Ao sentir o calor do teu universo
Que vai de sonhos à imaginação
Uma escultura que antevejo,
Nessa minha virtual inspiração
Que sempre foge dessa tela exterior.

Alberto Monteiro Alves™

(Proibida cópia sem autorização)

 








*Laur@´s Poesias







Envie esta Página para um Amigo(a)!
Clique na imagem abaixo.



Get a MIDI Plug-in


Revisão de Texto: IZA/ Imagem de fundo: "Revista Info Exame"
Webmaster & Design by Iraima Bagni Copyright © 1999 *Laur@´s Poesias® /Todos os direitos reservados.
Página editada em: 04/03/2001