Porto Solidão
(Jessé)


Se um veleiro repousasse
Na palma da minha mão
Sopraria com sentimento
E deixaria seguir sempre
Rumo ao meu coração
Meu coração, acalma de um mar
Que guarda tamanhos segredos
De versos naufragados e sem tempo
Rimas de ventos e velas
Vida que vem e que vai
A solidão que fica e entra
Me arremessando contra o cais














|| Voltar para Letras & Músicas || Menu Principal || Menu das Poesias ||





Envie esta Página para um Amigo(a)!
Clique na imagem abaixo.


Get a MIDI Plug-in


Editada em: 30/06/2000

Webmaster & Design by Iraima Bagni
Copyright © 2000 *Laur@´s Poesias®. Todos os direitos reservados