TARDE EM ITAPUÃ
(Vinícius de Moraes /Toquinho)

 

Um velho calção de banho
O dia pra vadiar
Um mar que não tem tamanho
E um arco-íris no ar
Depois na praça Caymmi
Sentir preguiça no corpo
E numa esteira de vime
Beber uma água de coco


(refrão) É bom
Passar uma tarde em Itapuã
Ao sol que arde em Itapuã
Ouvindo o mar de Itapuã
Falar de amor em Itapuã

Enquanto o mar inaugura
Um verde novinho em folha
Argumentar com doçura
Com uma cachaça de rolha
E com o olhar esquecido
No encontro do céu e mar
Bem devagar ir sentindo
A terra toda a rodar

[refrão]

Depois sentir o arrepio
Do vento que a noite traz
E o diz-que-diz-que macio
Que brota dos coqueirais
E nos espaços serenos
Sem ontem nem amanhã
Dormir nos braços morenos
Da lua de Itapuã

 











*Laur@´s Poesias



|| Voltar para Letras & Músicas || Menu Principal || Menu das Poesias ||





Envie esta Página para um Amigo(a)!
Clique na imagem abaixo.



 


Get a MIDI Plug-in


 


Editada em: 30/06/2001

Webmaster   Iraima Bagni & Design by Suzana Motta
Copyright © 2000 *Laur@´s Poesias®
Todos os direitos reservados.

Créditos: Imagem: desenho nanquim Suzana Motta