Luis Lêdo Motta Mello

A lágrima e o sorriso formam um par
que residem dentro d'alma. No sentir!
A lágrima se conforma em dividir.
O riso nem sequer sabe somar.
- A lágrima nos ensina a não sorrir.
- O riso nos ensina a não chorar.

A graça, é um arcanjo peregrino.
O choro, um querubim que vem da graça.
A lágrima: é pálida amiga da desgraça.
O riso: é o tempero do destino.
- Quem rir de uma lágrima em desatino,
não sabe que a lágrima vem da graça.

Quem diz que o soluço não tem vida
e diz que chorar não traz bonança,
não sabe o que é riso de criança,
nem teve uma paixão em sua vida.
- Talvez nunca sentiu uma lembrança,
nem queira recordar coisa já ida ...

Do Livro " Simples Retalhos de Versos "
(Repasse com os devidos créditos)




:| Home |:| Poesias da Lêda |:| Poesias de Luis Lêdo |:|



Envie esta Página para um Amigo(a)!
Clique na imagem abaixo.
CLIQUE PARA RECOMENDAR ESTA PÁGINA!



Get a MIDI Plug-in

Sobreposição de Imagens: Webshots


|:| Poeta Parceiro |:|


Página editada em:18/01/2003