Poema ao Mar
Luis Lêdo Motta Mello
 
No mar
profundo
fecundo
o monte
de fronte.
No espaço
abraço
enlaço
alado.
No mar encerro tudo,
lembrando o meu passado.
 
Sofro
contigo.
Tu sofres
depois.
O monte
assiste.
Sofremos
os dois.
Eu sou tuas
ondas,
na tua amplidão...
Vou - Lembro o amor que se foi.
Volto - Trago uma ilusão...
 
 
Também
banais
iguais
no sofrer
sem fim.
Por que
saber
sem ser
assim?
O mar
amar
sonhar
sonhar
o mar...
Ah! mar!...
Amado.
A noite vai chegando
o dia vai morrendo...
Eu me faço Sol
vou me escondendo.
Dormir
no infinitivo
de um amor
passado.
 
 
Formatado por Lêda Yara





:| Home |:| Poesias da Lêda |:| Poesias de Luis Lêdo |:|



Envie esta Página para um Amigo(a)!
Clique na imagem abaixo.
CLIQUE PARA RECOMENDAR ESTA PÁGINA!



Get a MIDI Plug-in

 
Imagens: WebShots
 

|:| Poeta Parceiro |:|

Editada em: 09/09/2003