Lêda Mello



Pálpebras suavemente fechadas,
dispo-me de mim mesma
e de tudo ao meu redor.
Estou em viagem rumo à divindade
que habita dentro de mim.
Quero escutar o meu Pai,
na voz do meu silêncio.

Eis-me aqui, meu Amigo,
achegando-me ao Teu Amor.
Conheces-me. Sabes tudo de mim.
Sabes como me sinto cansada
para prosseguir pelos caminhos
das minhas escolhas,
feitas ao longo desta vida,
e das propostas que assumi
antes de a esta vida retornar.

Preciso de Ti.
Aqui estão as minhas mãos.
Segura-as, Pai. Estou à Tua escuta:
- Que queres que eu faça?


(Repasse com os devidos créditos)






:| Home |:| Poesias da Lêda |:| Poesias de Luis Lêdo |:|



Envie esta Página para um Amigo(a)!
Clique na imagem abaixo.
CLIQUE PARA RECOMENDAR ESTA PÁGINA!


 

Get a MIDI Plug-in

Imagem Jean-Paul Avisse Gallery


|:| Poeta Parceiro |:|

 


Editada: 30/03/2004