Luis Lêdo Motta Mello



Nenhum dos discípulos o socorreu
Na insana tirania praticada,
Quando aquela soldadesca, desvairada,
Tanto humilhava aquele Rei Judeu.

Caiu. O madeiro minava o Galileu.
Sem forças, pelas agruras da jornada,
Chorou, sentindo outra chicotada.
Então, veio ajudar-lhe o Cireneu.

Sem conhecer o Mestre, indefeso,
Aquele homem dividiu o peso
Que o ensanguentava, com enormes dores

E em um sorriso Jesus, agradecido,
Abençoou aquele sírio destemido
Que o ajudou a levar a cruz dos pecadores.

 (Repasse com os devidos créditos)

 



|:| Home |:| Poesias da Lêda |:| Poesias de Luis Lêdo |:|



Envie esta Página para um Amigo(a)!
Clique na imagem abaixo.
CLIQUE PARA RECOMENDAR ESTA PÁGINA!

Get a MIDI Plug-in


Imagem: Webshots


|:| Poeta Parceiro |:|


Editada em:09/04/2003