Lêda Mello


Um lustro de amor

marcando um tempo
 
celebra um final.

A taça servida

com o vinho amargo

da despedida,

sorvido em goles

até se esvair

o último sonho.

Na taça vazia

restou o sabor

amargo do vinho.

Arapiraca(AL), 19.04.2004

(Repasse com os devidos créditos)



 







:| Home |:| Poesias da Lêda |:| Poesias de Luis Lêdo |:|



Envie esta Página para um Amigo(a)!
Clique na imagem abaixo.
CLIQUE PARA RECOMENDAR ESTA PÁGINA!



Get a MIDI Plug-in

Imagem: WebShots

|:| Poeta Parceiro |:|

 


Editada: 18/05/2004