Lêda Mello

Eu te amo, já o sabes.
Tu me amas, bem o sei.


Façamos um pacto!


Quando sentires saudades,
Procura-me, a qualquer hora,
E, de algum modo, juntar-me-ei a ti.
Dir-te-ei, também, das minhas saudades.
E, nesse momento, me ampararás ternamente,
Sabendo o quanto estarei carente e frágil.


Quando precisares de estar a sós contigo mesmo,
Dize-me apenas: - Preciso de silêncio.
Entenderei e saberei esperar por tua voz.
Também saberás quando eu silenciar.
Porque te direi: - Preciso de silêncio
E aguardarás tranqüilo, pois sabes que te amo.


Quando, por algum motivo, não estiveres bem,
Chama-me e, sem temor, dize-me como estás.
Irei a ti e segurarei tuas mãos, em total partilha.
E quando for a minha vez de não me sentir bem,
Chamar-te-ei e te falarei de mim
E me escutarás com teu amor amigo.


Quando, por algum motivo, eu te irritar,
Compreende que eu não sou perfeita.
E, certamente, a calma a ti retornará.
Quando, por algum motivo, for eu a irritar-me,
Terei em mente que não és perfeito
E esperarei a tormenta passar.



Quando desejares o teu corpo em meu corpo,
Dize-me, apenas: - eu te quero.
E, apaixonadamente, saciarei os teus desejos.
E quando o meu corpo ansiar pelo teu,
Direi, simplesmente: - amor, eu te quero.
E me darás teu corpo, com ardente paixão.


E, por fim, amor, que não nos esqueçamos
De como faz bem à alma ouvir aquela frase,
- Tão antiga e tão nova! - que aquece o coração.
Dize-me, de vez em quando, e também te direi,
Suave e ternamente, igual ao sentimento:
- EU TE AMO! Não tenhas medo de me perder.

(Repasse com os devidos créditos)









:| Home |:| Poesias da Lêda |:| Poesias de Luis Lêdo |:|



Envie esta Página para um Amigo(a)!
Clique na imagem abaixo.

CLIQUE PARA RECOMENDAR ESTA PÁGINA!
 


Get a MIDI Plug-in

Imagem Jean-Paul Avisse Gallery

Poeta Parceiro


Editada em: 18/05/2004