Fogueira do Silêncio

Cais sobre o meu corpo
e eu dispo-me de toda a ansiedade
onde a forma e a transparência dos afectos
se espreguiçam neste deserto que sabe a desejo

preparo o leito onde repouso
não há tempo nem distância 
para a tua chegada serena
que me cobre e me protege
como brisa que traz até mim
o aroma de um tempo renovado 

depois de me sobrevoares
deixa o eco da tua voz percorrer
o mutismo desta fogueira de silêncio

António Sem
Parede/Portugal
(Repasse com os devidos créditos)





*Laur@´s Poesias


Voltar para Poesias Eróticas 1


|| Home Page || Menu Principal || Menu das Poesias ||






Gostou desta Página?
Recomende para um Amigo!
CLIQUE NA IMAGEM PARA RECOMENDAR A PÁGINA!




Get a MIDI Plug-in


Revisão de Texto: IZA / Imagem: WebShots  / Webmaster & Design Iraima Bagni 
Copyright © 1999 / *Laur@´s Poesias® / Todos os direitos reservados.
 
Editada em:11/05/2002