Thiago Luz Raft


Derramo sobre 
Teu corpo desnudo
Meus olhares cautelosos
Mulher de momentos palpitantes.
Serei eu, teu amado poeta
Ou ave de rapina
A te observar?

Derrama sobre 
Meu corpo não mudo
Teu mel.
(Eu) Poeta de momentos insinuantes.
Será tu minha querida
Ou ave de rapina
A me devorar?

Derramamos sobre
Nossos corpos desnudos
Nossos olhares, caricias, loucuras...
Amantes em momentos do acaso,
seremos nós queridos amantes 
ou aves de rapina a confabular?

(Repasse com os devidos créditos)







*Laur@´s Poesias


Voltar para Poesias Eróticas 1


|| Home Page || Menu Principal || Menu das Poesias ||





Gostou desta Página?
Recomende para um Amigo!
CLIQUE NA IMAGEM PARA RECOMENDAR A PÁGINA!



Get a MIDI Plug-in
 


Sobreposição de Imagens Webshots  /Webmaster & Design Iraima Bagni
Copyright © 1999 / *Laur@´s Poesias®.
Todos os direitos reservados.
Editada em:14/07/2001