Alberto Monteiro Alves™


Ontem andava, hoje flutuo,
Levado pelo vento, eu pactuo,
Dirigindo, vôo, e neste torpor,
Tentando apagar da mente a dor,
Transformando este ardor.
Ouço um suave e rouco chamar...
Vem, vem comigo amar,
E no horizonte descansar.
Estendo minha mão, tento pegar,
Volta vazia sem nada encontrar.
Vejo renascer esta tatuada solidão...
Incendiando meu corpo e o coração.
Longe palavra ouve em oração.
Gostaria de ouvir tua voz tremer...
Procurar em teus olhos o sol reviver...
Voar sem a outra asa me é reprimido,
Realizar este anseio não me é concedido;
Mas em sonho desejar ser um passarinho;
Para que, alçando vôo de meu alto ninho,
Pudesse cantar nosso segredo bem baixinho.

(Repasse com os devidos créditos)






*Laur@´s Poesias



Voltar para Poesias Eróticas 1


|| Home Page || Menu Principal || Menu das Poesias ||






Gostou desta Página?
Recomende para um Amigo!
CLIQUE NA IMAGEM PARA RECOMENDAR A PÁGINA!

 
Get a MIDI Plug-in


  Revisão de Texto: IZA /Imagem Free WebShots /Webmaster & Design by Iraima Bagni
Copyright © 1999 *Laur@´s Poesias®.  Todos os direitos reservados.
Editada em: 25/03/2001