...Você partiu, mãe.
E lembrando você, num silêncio de prece e de paz, me sinto um pouco triste.
Como machuca a saudade quando se lembra alguém que se amou e que partiu.

Você partiu.
E essa lágrima que teima em brincar em meus olhos
espelha o céu da tarde em que você partiu.

Você partiu.
Mas fica também, na lágrima da dor, um tranqüilo sorriso-esperança.
Você partiu, sim, mas continua comigo.

Você partiu, mãe.
Na saudade dessa ausência não consigo odiar quem levou você de mim.

Aqui dentro do meu peito sinto imensa gratidão.
Gratidão ao Deus da Vida que me fez fruto de seu amor de mãe.

E foi tão bom, mãe, tão bom ter vivido com você.

Você partiu, mãe.
Não, você continua junto a mim porque você está dentro de mim. 
Mãe, você não partiu.


Attílio Ignacio Hartmann, SJ
(Repasse com os devidos créditos)







*Laur@´s Poesias

 

Datas Especiais



|| Home Page || Menu Principal || Menu das Poesias ||



Envie esta Página para um Amigo(a)!
Clique na imagem abaixo.





Get a MIDI Plug-in
 


Créditos: Revisão de Texto: IZA / Imagem: WebShots e Foto Ir. Zuleides  / ArtFinal Iraima Bagni 
Webmaster & Design Iraima Bagni / Copyright © 1999 &2002 / *Laur@´s Poesias® / Todos os direitos reservados.


Página editada em:27/04/2002